Páginas

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Eu digo SIM!

Eu digo sim ao Senhor.
Ao Senhor que sem qualquer pesar entregou sua vida naquela cruz que eu devia ter levado.
Eu digo sim às suas obras de amor e salvação.
Digo sim para fazer o seu querer.
Digo sim a renegar a mim mesma por amor a Cristo.
Digo sim ao Cordeiro que foi mudo, sentindo as minhas dores sem reclamar.
Digo sim ao Mestre que se fez homem para me conhecer por alma, corpo e espírito.
Eu digo sim ao seu querer, eu digo sim a dobrar meus joelhos.
Digo sim a Ele quando o mundo inteiro diz não, quando me olham com estranheza, com receio, com deboche... continuo dizendo sim ao Salvador que me olhou daquela cruz muito antes de eu nascer e teve misericórdia de mim.
Digo sim a leitura da palavra, a este alimento inesgotável, a essa fonte de ciência, sabedoria, milagres, cura.
Eu digo sim a serví-Lo sem esperar nada em troca e sabendo que receberei porque Ele é Senhor de tudo.
Eu digo: SIM, SENHOR! SIM, SENHOR! SIM, SENHOR! Sim! Sim! Sim! Quantas vezes forem necessárias.
Ao Lindo Filho de Deus, eu digo sim.
Eu digo sim quando Ele me oferece a luz em meio a escuridão.
Eu digo sim quando me perguntam se eu O sirvo.
Sim aos seus louvores, sim a engrandecê-Lo, sim a falar Dele para todos, sim a dobrar-me diante do Seu trono de glória.

Bless Your name forever more.

Nenhum comentário: