Páginas

quarta-feira, 2 de março de 2011

Dedinhos que acusam não aprenderam a abençoar.

Este domingo tivemos a edificante palavra do Presítero Nil em nossa igreja. Uma palavra forte sobre proferir bênção e não maldizer as pessoas.
Mas não é bem disso que eu quero falar hoje. Vamos nos lembrar daquela mulher que Cristo salvou do apedrejamento, lembra dela?
Possivelmente eu não vá citar uma versículo hoje porque o que eu vou dizer é simples e direto, trata-se também de ética cristã e de seguir os preceitos básicos de Cristo. Não necessitamos de ser expert em Bíblia pra entender que o inimigo de nossas almas é que é acusador. Jesus, o nosso Jesus não acusa ninguém.
Pra onde é que o seu dedinho anda apontando? Pra sí mesmo ou pra vida do seu irmão?
Aquele menino da tua igreja pecou: - Ó meu Deeeus! Que coisa horrorosa. Deus vai te perdoar, querido... mas eu não. Vou ficar o resto da tua vida te lembrando que você é um pecador e talvez você nem mereça perdão. Vou afastar as pessoas de você porque não é uma boa influência. Eu gosto de você, mas é impossível não lembrar do que você fez.
Se você faz isso concientemente ou inconcientemente, tá ferrado, meu querido! A Palavra de Deus diz em Miquéias 7:18-19 que Ele lança todas as nossas iniquidades no mar do esquecimento. E então eu lhe pergunto: Quem é você pra apontar o teu dedinho em direção ao teu irmão acusando-lhe?
Você se acha bom de mais, talentoso demais, usado demais por Deus, santificado demais, reto demais, é único, é destaque na tua igreja, tem uma conduta inquestionável perante todos, todos te admiram, te elogiam, querem ser como você, estar numa mesma posição que você. Mas enquanto o pecado dos outros é público e comentado nos bastidores o seu pecado é oculto e muito pior porque a tua língua e os teus pensamentos traem a palavra de Deus. Você é maldoso demais, desacreditado de que alguém pode mudar e progredir, porque na verdade você nunca cometeu um pecado grave. Será?
Olha o que diz em Mateus: "Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;" (Mateus 5 : 44)
.
Em João 8, a Bíblia fala sobre uma mulher adultera que o povo desejava apedrejar. A atitude de Cristo, contrariando a lei de Moisés, porque em Jesus havia MISERICÓRDIA foi perguntar a todos ali quem não tinha pecados. E você com certeza, como o resto do mundo todo, crentes ou não tem uma multidão de pecados.
Mas aí você me diz: Ah, meus pecados são pequenos, cotidianos.
Pois eu lhe digo: Não existe uma maneira de medir o tamanho dos pecados, se você tem relações sexuais antes de se casar, mente pra alguém, fala mal de alguém, julga em falso, está pecado do mesmo jeito.
Tua mania é apontar, apontar, apontar... Dizer que "fulano" não serve, ele não presta. Olha o passado dele, tão sujo, tão podre. Tá querendo tomar o lugar de Deus dando seu juízo a quem bem entender? Tá querendo ser mais santo que todos apenas pra mostrar que é santo e não se preocupando com a opinião de Deus sobre você?
Aquele teu amigo do passado sujo vai pro céu porque se sujeitou ao perdão de Deus, se sujeitou a transformação. Mas você vai pro inferno porque vai morrer com a tua língua maldizente e teus pensamentos acusadores.
Se liga, meu irmão! Jesus está voltando e você só tem obras pra oferecer, porque a tua fé está em si mesmo e não em Cristo. Teu orgulho e soberba estão te atrapalhando a enxergar o alvo maior que é Cristo. A vida dos outros é dos outros. Cuide da sua salvação que é individual.
- Ah, Ana, mas eu sou lider lá na igreja, tenho que cuidar dos meus liderados.| Eu tenho que falar, não aguento!
Disse bem, é lider na igreja. Não interfira no namoro do outro, no trabalho do outro, nas escolhas do outro se não for procurado pra isso.
Não confunda a sua opinião pessoal com a opinião de Cristo. Acredite, quase sempre vocês pensam bem diferente.
Bom, acharam que eu peguei pesado hoje? Eu acredito que não.

Ps.: Acabei citando alguns versículos! hasuhausha

2 comentários:

Altemar Rocha disse...

Ótimo texto. Como pastor eu tb acredito que devemos orientar as pessoas através da Palavra pregada e aconselhar quando necessário, mas nunca nos intrometermos na vida delas. bjs.

Larissa Boita disse...

“Deveras há um Deus que julga na terra” (Salmos 58:11)

Há um único D E U S que julga na Terra, ninguém é niguém para achar defeito no seu próximo.. É isso Ana ;)

mas esse é ogrande defeito do homem.. Somos rápidos em julgar e lentos em compreender.