Páginas

sábado, 7 de julho de 2012

O que é a armadura de Deus exatamente?

Quando o Senhor fala através dessa palavra, Ele nos convida para alguns desafios, tal como de início cobrir nossas costas com a verdade. Essa vestimenta é resistente contra as flechas do diabo, portanto devemos praticar a verdade para que não haja qualquer acusação sobre nossas costas, nenhum fardo de falso testemunho.
Cabe a nós também a couraça da justiça, usando-a não devemos ser críticos, mas justos em nosso entendimento, atitudes e conclusões. Nisso está examinarmos nossa própria conduta e ensinar aos outros, baseados na Palavra e nas nossas experiências com amor o melhor a se fazer. Podemos tomar como exemplo a mulher adúltera em Mateus que foi salva a partir da justiça de Jesus Cristo quando Ele perguntou para o povo quantos ali não tinham pecados e então atirassem as pedras os que estavam isentos do título de pecador. A justiça salva as pessoas.
Vem então os calçados do evangelho da paz. Este se encontra em uma posição estratégica diante do evangelismo que não desencadeia guerra, mas que dissemina o amor de Jesus Cristo que foi morto numa cruz por toda uma humanidade. Sendo nós justificados por tal coisa, devemos fugir de entrarmos em brigas, mas revelarmos a a sensatez que há em ser cristão, usando de coerência e indo por todo lugar guiados pelo evangelho que restaura e não destrói.
O escudo da fé porque o nosso coração é enganoso, e dele provém tanto os maiores exercícios da fé, quanto a maior possibilidade de queda dela. A fé é crer naquilo que não se pode ver e executar a nossa fé é um repelente contra os dardos inflamados do inimigo. É por isso que somos advertidos a nos protegermos com a nossa fé, ela é o que alegra o coração de Deus e nisso o nosso Pai Celestial tem prazer. Ao termos fé somos automaticamente cobertos e guardados pelas fortes mãos do Criador, sem tal sentimento é impossível agradar a Deus.
Quando nos é dito para que tomemos também o capacete da salvação, diz respeito à uma conexão dos nossos conceitos, princípios, personalidade e caráter, esses concentrados em nossas mentes, com o alvo da salvação que é subir aos céus quando Cristo voltar. Eis aí a conversão, quando o que nós somos como cabeças da nossa vida é transformado pela esperança da salvação e pelo caminho que deve ser trilhado para mantê-la viva.
É importante que empunhemos a Palavra de Deus como principal método de combate e força. Esta não é uma espada comum, mas uma espada afiadíssima com dois gumes que possa transpassar a divisão de uma alma e ao mesmo tempo ferir e destruir nossos inimigos que não são carne e nem sangue, mas são principados e potestades malignas.
Finalizamos assim, com a ideia de que sejamos chamados para algo que está acima de um dom, mas que consiste na propriedade de crer e fazer exercício do evangelho da cruz, também exemplificarmos com as nossas vidas o Cristo ressurreto que vive entre nós e nos dá poder para que quando abrirmos nossas bocas, vejam claramente a confiança no mistério do evangelho. Não acorrentados, mas libertos e declarantes dessas coisas que nos foram ditas através da Bíblia Sagrada que nos faz livres e pregadores da Palavra de Deus em potencial.

terça-feira, 12 de junho de 2012

Nossa luta não é contra a carne ou o sangue...

Quando a nossa bênção está próxima, uma série de coisas acontece. Desentendimentos oriundos de bobagens com pessoas que amamos, queda financeira, crise de solidão, pessoas se voltam contra nós, duvidam do nosso caráter e nós como somos humanos algumas vezes ficamos cegos pelo que eu gosto de chamar de "miopia espiritual". Para quem não sabe a miopia é uma deficiência comum na visão que nos impede de ter uma visão a longa distância e é justamente isso que ocorre, porque esses problemas dificultam nossa visão do cumprimento da promessa de Deus.
Acredito que com você aconteça aquele sentimento "sei o que Deus tem, mas isso que está acontecendo é complicado demais".
Para que possamos chegar até o alvo da promessa, uma luta é travada nos ares e satanás fica arquitetando (inutilmente, porque maior é o que está em nós do que o está no mundo - I João 4:4) coisas para nos travar, para impedir que o anjo do Senhor venha com a bênção para nos entregar (veja isso em Efésios 6:12).
Então querido, alguns vão vir para tirar a sua paz, algumas vezes um familiar, um chefe, um amigo, ou até mesmo seu amor vai dar um lugarzinho e nessa pequena falha o inimigo vai tentar te entristecer ou frustrar.
Quando isso acontecer, lembre-se que quanto maior a luta, mais próxima a vitória está, e que seu sucesso não é seu, mas é pra glória do Senhor.
Cada diversidade pode através da sabedoria nos ensinar a vislumbrar o horizonte da conquista pelas mãos de Cristo Jesus.
Uma receita infalível é oração, jejum e entrega. Uma sinceridade com o Senhor move os céus ao seu favor, portanto, não cesse sua luta, não cale sua oração e nem o seu louvor. Quando alguém vier te afrontar, como Davi levante sua voz em louvor e todo mau vai se retirar porque nenhum demônio e nenhuma casta malígna resiste ao louvor que invoca o nome santo do Senhor.

Grace&peace!

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Me faça ver - Mariana Andressa



O poder deriva da força. E a força é produto da unidade.
Se as igrejas entendessem esse simples contexto, parariam de tanta competição entre si mesmas e entre as pessoas, e viveriam em unidade. Pois enquanto perdem seu tempo maquinado, planejando coisas umas contra as outras, o diabo ganha terreno, legalidade, espaço; e a igreja, vai morrendo aos poucos, vidas são ceifadas.
As pessoas se esquecem do principio "amai uns aos outros, como si próprio", Deus só quer amor, que as coisas sejam feitas com amor, e por amor a Ele não visando benefícios próprios. Deus quer que o amemos pelo que Ele é, não pelo que Ele pode fazer. Deus quer que amemos as almas perdidas, que nos empenhemos em resgatá-las da cegueira. Deus quer um exercito que se mova, não apenas uma base militar, que fica somente olhando e se compadecendo, mas que não arregaça as mangas e vai a luta. Isso mesmo, LUTA! É isso que Deus espera de nós, que lutemos pelas almas perdidas, que tenhamos sede das nações, que sejamos colunas para os fracos. Os sinais já estão postos e o que você tem feito para que o Reino de Deus seja propagado aos quatro cantos? Sim, Deus espera mais, pois Ele mesmo não poupou seu próprio filho!
Que Deus coloque em nós espírito, garra e determinação em ganhar as nações, mas que isso comece com os nossos vizinhos, amigos. Desperta tu que dormes (Efésios 5:14), eis que estou a porta e bato (Apocalipse 3:20). Pois enquanto estamos pensando em que roupa vamos ao próximo culto ou questionando a vida espiritual dos outros, ou se aquele irmãozinho usa um cabelo colorido, piercing, tattoo, O inferno continua arquitetando seu plano milenar para enganar vidas, e ceifar o maior numero de pessoas, preparando os corações para aceitarem o anti-cristo, e o que você tem feito pra que essas vidas não sejam tragadas na inocência? A cada dia ele ganha ainda mais terreno nos corações e na nossa nação, que sejamos nós o exército de Deus para tirarmos da mãos do nosso inimigo as nossas terras, os nossos estados, nossos bairros, nossas famílias, nossos amigos. Nós fomos os escolhidos para anunciar as boas novas do Senhor nesse tempo. Que Deus derrame em nossos corações o desejo pelas almas, o desejo pelas nações, e o amor pelas almas perdidas. Que nossos olhos sejam abertos para que possamos contemplar os acontecimentos a luz da palavra, e não meros fatos do cotidiano. Que nossos ouvidos estejam atentos e sensíveis aos gritos de socorro sufocados pelo derramamento de sangue de inocentes. Que nossas mãos estejam fortes para segurar os caídos e fracos de espírito. Que nossos pés sejam firmes em passos acertados, em direção ao trono de Deus, e que não vacilem em caminhos tortuosos. Que os soldados de Cristo se apresentem e se vistam da armadura de Deus (Efésios 6: 10-18) estejam dispostos a entrar em campo de batalha. Que haja em nós UNIDADE, pois nossa força esta no Senhor e na força do seu poder.

sábado, 2 de junho de 2012

A angústia da espera, tensa...

E ninguém consegue explicar aquele sentimento de rejeição. Ninguém consegue entender aquela angústia que só pode ser silenciosa, porque se você expor vão dizer que é normal, mas só você sabe o que está sentindo.
Parece que nada funciona e nunca está bom e que apesar de confiar muito em Deus, seu coração definitivamente não consegue descansar. Há um sentimento de que está longe demais.
Isso é a espera.
Ninguém disse que esperar em Deus é difícil e ninguém te avisou que você choraria sozinho e que procuraria milhares de sinais, leria a palavra encontrando algum confortinho pra uma dor que você sabe que quando passar vai ser tão pequena, e talvez você possa até rir dela e pensar: "eu sofri tanto pra ser tão feliz...".
Você que está esperando, entenda que seu coração está passando por uma peneira, Deus está separando o joio do trigo, te fazendo apto para receber uma bênção. E eu sei que você já ouviu isso, mas quero reafirmar para que fique bem claro que Deus só dá o melhor para o aperfeiçoado, para o preparado, para o capacitado.
Ele não joga pérolas aos porcos, nem vende vaso cheio de azeite por uma moeda de lata.
Confiar no Senhor não te faz um sujeito sossegadão, de bem com a vida o tempo todo, sem conflitos, sem questões. Confiar no Senhor te faz alguém mais centrado na esperança de que Cristo vai fazer algo no tempo certo, no momento de qualidade.
O Senhor sabe que não é falta de fé, é ser um humano cheio de inseguranças e medos que às vezes dá até vergonhazinha de falar.
Esperar também está sendo difícil pra mim, às vezes eu choro, às vezes não entendo, às vezes coloco a culpa em mim e questiono meus atributos, fico querendo saber o que há de tão errado em mim... Comum, querido, comum. E nesses momentos em que eu fico pra baixo, me sentindo sozinha que eu sou obrigada a ver o que não queria, sentir o que não queria, mas também nesses momentos que o Senhor me acalma e me lembra da promessa que me fez. Acredito que você também tenha esses momentos de alento da parte do Senhor. Mas fique tranqüilo, esperar é ruim, descansar é tarefa árdua. Olhar à diante é praticamente impossível devido a miopia da nossa inevitável parte feita de carne e osso.
Não está tão fácil pra mim, acredito que também não esteja pra você, mas um conselho eu dou: não entregue os pontos, não desista, não se debulhe em lágrimas, não fique se sentindo menor, somente confie mais e mais até que te achem louco.
Faça mais e mais para o Senhor até que sua alma esteja agitada dentro do seu ser, não pare, evolua em Deus, cresça em espírito, seja vaso cheio sempre, porque isso com certeza ameniza a angústia da espera e alivia a sensação de que ninguém compreende o que se passa dentro do seu coração.
É Ele, Deus, quem sonda e esquadrinha nossos corações e rins, e Ele sabe que não é frescura. Então, amadinho... Fica de boa aí, ore pra que eu fique de boa aqui e todos seremos grandemente abençoados, muito mais do que imaginamos.

Grace&peace!

sábado, 26 de maio de 2012

Meu testemunho - Ana Vífer

Bom, vamos começar do jeito certo.
Minha vida contém vários testemunhos, um dentro do outro. Vou começar pela voz.
Aos 9 anos de idade eu entrei nos adolescentes da igreja que eu freqüentava e minha voz era infantil, apesar da afinação ela era praticamente inaudível.
Para quem não sabe, minha mãe é uma cantora excelente, afinadíssima e de um timbre maravilhoso. É compositora e ministra de louvor, mas eu não tinha voz.
Certa vez, já mais velha e com a voz já amadurecida, ouvi dizerem: "bem se vê que filho de peixe não é peixinho". Aquilo doeu muito ao meu coração, eu me senti realmente um peixe fora d'água já que meus familiares mais próximos cantam maravilhosamente bem, eu amava muito cantar. Por alguns anos fiquei complexada, mas ainda sim meu coração dançava e cantava diante de uma canção e eu não conseguia resistir à música.
Foi então que eu fui para a igreja onde meu pai já pastoreava (O Brasil para Cristo - Limoeiro) e ali eu pedi ao Senhor que me desse uma voz diferente de todas as outras... Ele me deu.
A voz docinha, miúda e que quase não soava tomou corpo instantaneamente e se tornou uma voz grave e potente durante um ensaio do ministério de louvor, eu tinha aproximadamente 15 anos. Nem eu acreditava, nunca atribuí a mim mesma, mas isso foi dom de Deus.
Aos 18 anos minha vida desandou, minha vida com Deus enfraqueceu, eu servia a Deus pela metade com a cabeça no mundo e nesse período eu contraí a Síndrome do Pânico. Eu ficava do lado de fora da minha casa, tinha medo das coisas ocultas e com o passar do tempo eu perdi o sono, a fome e a relação com as pessoas.
Foram meses de terror para mim, eu não tinha paz. Eu vivia um medo invisível e tinha vergonha da doença porque as pessoas nunca dão crédito a um tipo de situação como essa, acham que uma síndrome do pânico se cura com coragem ou alguns meses de consultas ao psicólogo. Mas só Jesus Cristo tem poder para curar doenças psicológicas.
No meio de uma crise de perturbação, me vi sozinha esperando que um dos meus pais chegasse para que eu pudesse entrar dentro de casa, já que sozinha eu tinha medo de alguma coisa aparecer pra mim, de algum barulho me amedrontar. Assim que minha mãe chegou, relatei a ela tudo o que se passava comigo.
Foram dez meses de sofrimento até contar a ela o que estava acontecendo. Cheguei a esse estado por conta de um "simples" filme de terror. Não se engane, quem inspira o filme de terror é o diabo e ele pode fazer estragos através de uma criação que parece tão inofensiva.
Fui poderosamente ministrada pela minha mãe e Jesus foi comigo naquela lembrança e tapou meus olhos espiritualmente, restaurou minha saúde mental e eu fui liberta. Aos poucos fui recobrando a vida cotidiana e fui curada para a glória do Senhor. Hoje eu estaria dependente de medicamentos de tarja preta, antidepressivos e controladores de humor e talvez nunca mais fosse uma garota normal se não fosse a mão de Jesus.
Mais tarde, aos 19 anos, beirando os 20 comecei a ter experiências extraordinárias com Deus e após confessar meus pecados, retomei meu ministério, sem fugir, sem me esquivar, mas pronta para fazer a vontade de Deus.
Foi ai que criei este blog e aqui comecei a escrever as coisas que o Senhor colocava dentro do meu coração. O tom grave da minha voz ficou mais grave ainda e Jesus é exaltado cada vez mais através dela.
A leitura da Palavra virou lei para mim e meus horizontes espirituais foram se abrindo.
Não é fácil sair do pecado, de uma síndrome de pânico, mas é glória para o nome de Jesus. Acredito que eu nunca tenha vivido algum dia uma experiência tão maravilhosa na minha vida espiritual e ministerial como estou vivendo hoje.
Tive que passar por vergonha, por escuridão, medo, desespero, conhecer o lado feio do mundo para entender, mesmo nunca tendo me afastado da igreja que eu sempre estive longe de Jesus.
E mesmo assim Ele teve misericórdia de mim e me dá mais dEle do que eu poderia imaginar que teria.
Sei que Deus ainda tem coisas maiores pra Ele mesmo na minha vida, eu reconheço totalmente que tudo é dEle e que é para a glória dEle que eu ainda estou aqui.
Realmente me sinto agora pronta para fazer a obra, para sair levando a palavra da cruz e meu testemunho onde eu for. Tenho mais alguns muitos testemunhos para contar e quando Jesus me der as oportunidades, eu vou contar.
Quero agradecer ao meu pai, Pr. Altemar Rocha que me ensinou desde o ventre os caminhos do Senhor e por esse motivo o temor sempre esteve dentro do meu coração, por ser exemplo de honestidade e servidão a Deus. Quero agradecer a minha mãe Pra. Derci Rocha que é minha amiga, minha pastora, minha ministra, minha lider e principalmente minha mãezona em todos os momentos e foi através dela que eu fui curada.
Quero agradecer a minha família pelo apoio e reconhecimento, ao meu ex-lider de adolescentes Renato Pauferro por me ensinar a gostar de música boa e dizer a ele com carinho que ele estava errado, eu sou filha de sabiá para louvor do Senhor!
Agradeço a minha amiga Mariana Andressa pelas constantes orações pela minha vida e pelo meu ministério, quero te dizer que oro pela sua vida e ministério também. Ao meu irmão Henrique Jordan, baixista-violonista, gatão do ouvido absoluto e de um talento incrível, que o Senhor te abençoe por dizer que eu semitonei algumas vezes. Minhas tias-mães Raquel Vicente e Sula Vicente pelo carinho. Tio Paulo Sérgio pelo incentivo. Ângela pela amizade, Deus te ama muito, você é jóia rara do Senhor e Ele vai te honrar. Luiz Gustavo, obrigada por ser tão amigo e por cantar tanto comigo. Marcos Vicente por dividir tantas canções e pensamentos sobre a palavra. Enfim, toda a família Vicente e aos Rochas também. Quero lembrar aqui a Carol Freitas, oro muito por você, você sabe que o Senhor tem te chamado, se apressa em fazer a vontade dEle. Paulo Cesar Mathias pelos momentos de louvor. Wilson Junior meu amigo do coração e Banda Flecha em geral que liberaram sua história assim como o rapper D-Nil.
Quero também lembrar meu querido coral-de-quintal "Family" que por muito tempo me fez muito feliz e alí tivemos experiências com Deus maravilhosas e que me recordo até hoje com muito amor (Fabíola, Rudner, Sara, Cleiton, Everton, Tia Coto, Tia Keka, Mayra, Miriam, Jaqueline, Rodrigo Vasconcelos e Diego Vasconcelos, Isteferson e me perdoem se eu esqueci alguém). Lembranças a todos os HC's, que foi o melhor coral de adolescentes gospel do Brasil. Diaconizas Aline, Tânia e Fernanda pelas constantes orações, pelo carinho e pela amizade.
Agora em excelentíssimo lugar eu agradeço ao meu Senhor Jesus Cristo que me resgatou de mim mesma e me trouxe para o verdadeiro chamado que tem para a minha vida. A Ele toda a minha vida, minha respiração, meus pensamentos, vontades e atitudes. Ao Senhor meu canto e minha mais íntima adoração. Eu Te agradeço pela cura e pela transformação de vida.

Eu sou ex-filha de crente, hoje crente de verdade.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Traição a Deus - O exêmplo de Gômer e Oséias.

Hoje foi um dia de estudo pra mim. Fiquei extremamente curiosa quanto a história de Oséias e Gômer e em como Deus permite certas coisas para nos mostrar Sua personalidade perdoadora.
Para quem não conhece essa história, Deus mandou que Oséias tomasse Gômer como esposa. Não se sabe ao certo se ela já era uma prostituta, se seria uma prostituta ou se pertencia a uma linhagem de prostituição, sabe-se apenas que ela tinha essa conduta adúltera dentro de si.
Aconteceu então que ela teve filhos, e cada um que nascia levava o nome de um sentimento de Deus com relação ao povo de Israel e litaralmente no caso da segunda filha (Lo-Ruamá: Não amada) e do terceiro filho (Lo-Ami:não é meu povo), o sentimento de Oséias com relação a essas crianças que provavelmente eram filhas do adultério de Gômer.
Deus usou a vida de Oséias para exemplificar como faz conosco quando reagimos de forma idólatra e permissiva às coisas do mundo. Não podemos amenizar as coisas e ficarmos usando o "isso não tem problema", tem problema sim!
Muitos corações andam em prostituição e adultério diante de Deus, deixando que as invenções do século (que são criações exclusivas de sanatás) penetrem e encham pensamentos e sentimentos.
Gômer era movida por uma intensa vontade de obter coisas através de sua lascividade, atribuia suas conquistas à um deus estranho e não atentava para a sua real fonte de salvação que era o Deus de Israel e o marido Oséias.
É necessário sabermos que tudo o que nos acontece de bom vem das mãos do Senhor, sermos humildes e entendermos que somos pequenos demais para adquirirmos bênçãos sozinhos, tudo o que nos vem à mão é obra do Criador.
O adultério foi perdoado e Gômer foi novamente comprada por Oséias, como foi conosco quando o Senhor Jesus nos comprou a preço de sangue vertido na cruz do Calvário.
Deus permitiu a Oséias passar por essa dor da traição para exemplificar como Seu coração se sentia ao ver o povo de Israel se comportava diante dEle e como ainda se sente como quando nos comportamos de maneira permissiva diante das ofertas do mundo. Nas Escrituras Oséias não é mais citado além de seu livro, é uma vida isolada, realmente Deus fez com que essa história viesse a nós por meio da Palavra para que tenhamos uma conduta de fidelidade com Deus nos nossos sentimentos, preferências, no nosso dinheiro e gratidão, enfim... Em tudo.
Fica a dica da leitura do livro de Oséias, procure também um site para apoiá-lo na leitura, já que esse livro especialmente tem uma linguagem muito peculiar e pessoal de Oséias.
Que o Senhor Jesus esteja com vocês, até a próxima!

terça-feira, 22 de maio de 2012

Salmo 121

Dimensionar o poder de Deus... Tarefa impossível essa. Ter uma breve noção do poder de Deus, isso sim é possível.
O salmista Davi em um momento de adversidade, olhou para os montes e questionou de onde lhe viria o socorro e é sobre este primeiro versículo do salmo 121 que vamos falar agora.
Certa noite eu estava pensando em um sermão sem querer e alí meditei nesta palavra e o Senhor me deu o seguinte pensamento: "Me procurar atrás dos montes é não me encontrar".
Naquele momento eu tive uma luz do que quer dizer este primeiro verso. Quantas vezes buscamos Deus por trás dos nossos obstáculos ou vemos o Senhor distante, escondido, silencioso? Procuramos o Senhor nas coisas, nas pessoas, nas canções e não O encontramos. E por que não O encontramos?
Porque Ele é o Senhor que fez os céus e a terra. O Criador reina sobre a terra e está em todo lugar, Ele está ao seu lado, a direita da sua cama lhe velando o sono e ouvindo seus pensamentos. Velando tua respiração, solicitando o cuidado dos anjos pela sua vida. O Senhor não está escondido atrás de um rito ou tradição, Ele é revelado na Palavra e na oração, no jejum, na busca insistente pela Seu mover.

Neste momento o verso 1 e 2 ficaram claros para mim e seguiu a meditação dos seguintes versículos.

Muitas vezes nos vemos em situações onde qualquer passo em falso nos custa a salvação, mas quando estamos seguros no Criador, Ele nos desvia das quedas e armadilhas feitas pelo inimigo das nossas almas, Ele endireita nossas veredas e não dorme aquele que guardou Israel, uma nação de altos e baixos, uma nação que pode facilmente ser comparada a cada um de nós. Leia I e II Samuel, o livro de Salmos e o de Isaías e vai compreender toda a saga dessa nação. Se este Deus zelava tão perfeitamente por Israel, quanto mais por nós que somos da geração do sacrifício de Cristo.
O Senhor nosso Deus cuida dos mínimos detalhes, das menores coisas. Repreende uma gripe, cuida de uma dor de cabeça, sara uma dor de dente, restaura a queda capilar, nos alimenta e nos veste, nos sacia e até sombra faz para nós passarmos. Essa é uma das promessas que Ele fez. Não deixa o servo no sertão sozinho, mas o alegra com o canto dos passarinhos e dá abrigo do sol.
Não nos abandona enquanto guardamos nossos carros a noite ou chegamos da faculdade tarde da noite sozinhos e o que vem com a lua tentar nos machucar, Ele desvia dos nossos caminhos.
Ele guarda nossa vida, nos priva das dores, das mazelas. O Senhor cuida daqueles que O amam. Quando você sai, quando você entra, se come algo intoxicado sem querer, se senta ao lado de alguém mal intencionado, se esquece a carteira em algum lugar, se vai ao banco em dia de pagamento, se esquece as janelas da casa abertas, lá está o Senhor para nos guardar e guardar o que Ele mesmo nos deu.
Somos amados do Senhor, aquele a quem Ele veste melhor que os lírios dos campos, que alimenta melhor que as aves do céu (este será o tema do próximo texto: Mateus 6). E como Ele nos ama, como ele nos perdoa e como Ele tem o poder de nos fazer feliz. Não é possível medir e nem explicar, é necessário viver.
Eu ando com Cristo, meu Amado.

sábado, 5 de maio de 2012

E agora? Ele(a) não gosta de mim! O que eu faço, Senhor?

O que fazer quando alguém nos faz sofrer? Como lidar com uma desilusão amorosa?
É verdade que quando estamos sob pressão sentimental, nossa vida espiritual fica alheia e quando nós a usamos é somente para pedir ao Senhor uma solução.
Quantas vezes você orou assim: "Senhor, eu quero tanto ele(a)!"; "Senhor, se não for da tua vontade, tira do meu coração"; "Senhor, não quero mais gostar dele(a)", "Senhor, eu gosto tanto dele(a)".
Nesses momentos nós não por maldade ou por desinteresse nas coisas de Deus, deixamos de lado o principal, tudo começa a girar em torno daquela pessoa. Até a roupa que vamos pra igreja ou eventos que queremos ir tem a ver com aquela pessoa. Mas é que a paixão toma todo o nosso entendimento, nosso foco fica voltado para aquilo e queremos aquela pessoa. Quando sabemos que ela não serve, queremos que Deus nos tire o sentimento.
Deus faz essas coisas por nós, mas secundáriamente. O trabalhar de Deus consiste numa busca total por Ele, pelas coisas que vem dEle, diretamente de Seu Espírito glorioso aos nossos corações cansados e enganosos. Nesses momentos entramos em um sentimento "Davi" de ser, onde nossas súplicas por resolução são intensas (Já estou cansado do meu gemido, toda noite faço nadar a minha cama; molho meu leito com minhas lágrimas... Sl 6:6), é agoniante não ter poder de tocar no coração de alguém, de fazer nascer um sentimento. Não ser correspondido dói, eu sei.
Mas quando Jesus disse "Vinde a mim os cansados [...] e eu vos aliviarei" (Mt. 11:28), não fez promessa vazia para uma pessoa isolada ou para um descrente, Ele fez essa promessa a todos, inclusive nós crentes cansados de sentimentos sabotados. Consta ainda na Palavra o seguinte versículo: "Dá força ao cansado, e multiplica as forças de quem não tem vigor". Is 40:29
Mas como fazer isso, como entrar nesse estado de descanso no Senhor se eu mal consigo esperar nEle?
Inverta as posições, primeiro descanse em Deus. Esperar gera ansiedade e a paixão impede que lancemos sobre Ele a nossa ansiedade, então aprenda a descansar, a focar seus pedidos em "quero ser mais cheio de Deus", "quero produzir mais na casa do Senhor", "quero aprender a me divertir sem pensar naquela pessoa".
Mude o rumo da oração, estabeleça uma intimidade com Deus, quando estiver pronto, quando estiver nutrido espiritualmente peça que o Senhor faça a vontade dEle nos seus sentimentos. Mas que seja um pedido sincero, não adianta dizer que quer que seja feita a vontade de Deus mantendo no fundinho do coração aquele "seja feita a minha vontade".
Aprenda que se você serve a Deus em santidade, Deus tem pra você alguém que some a você. O Senhor quer que você seja feliz, que a peça encaixe.
Você visa o prazer de estar ao lado de quem gosta, Deus visa um futuro, uma vida finaceira e íntima entre o casal, visa vocês como pais e visa também divergêcias que talvez você não tenha tolerância para suportar.
Quando o Senhor não responde, fique calmo... Ele quer saber seu grau de confiança, o quanto amadurecido está, se vai responder aos estímulos de Deus da maneira que Ele quer. Se o Senhor diz não, então é não. Não O questione.
Se o Senhor diz para esperar, então espere, algum dos dois ainda não está pronto. Mas não tenha pressa, "há tempo para todas as coisas debaixo dos céus" (Ec. 3), suas qualidades vão conquistar alguém que também conquiste você um dia.
Basta cada dia com o seu mal, diz a Palavra... Não há porque sofrer antecipadamente se o Senhor soube nosso início e escreveu nosso fim.
Se ele(a) não sente o mesmo por você, não procure defeitos na sua aparência, na sua personalidade, simplesmente cada um tem seu jeitinho de escolher e ele(a) não deixou de te escolher porque você é ruim, mas porque não é o que ele(a) procura.
Vivam com intensidade as coisas boas que o Senhor tem e tenham calma porque em Jeremias, no capítulo 17 e versículo 5 diz que o coração do homem é enganoso mais do que todas as coisas, é perverso e ninguém, senão o Senhor o conhece. Nem você conhece o seu próprio coração, ele pode estar sendo traidor, alimentando esperanças em coisas que vão te machucar. Deixe que o Espírito Santo tome totalmente seu coração e ele vai obter sabedoria para discernir o que é e o que não é para você.
Não fique usando de atifícios para chamar a atenção da pessoa que gosta, seja você e deixe que Deus te presenteie com algo que complete isso tudo o que você é.
Deus deu Ana a Eucana, Raquel a Jacó, Maria a José, Assuero a Ester... Com certeza existe alguém para você

terça-feira, 1 de maio de 2012

Às lindas solteiras.

Nós mulheres sentimos uma necessidade enorme de sermos amadas por alguém que nos respeite e que se encaixe pelo menos um pouco naquilo que sonhamos.
A solidão não é uma fase fácil de tolerar. Nós perguntamos ao Senhor quem será e quando será e se será. A ansiedade às vezes é inevitável, nossa busca fica focada nisso e talvez até exista um esquecimento momentâneo das coisas do reino de Deus.
E aí algumas de nós se envolve com caras errados, algumas por ilusão, outras com a desculpa de passar o tempo enquanto esperam.
Outras de nós se recolhe em um tipo de espera inútil, se fechando para as oportunidades que "não são exatamente" o que era desejado.
Enquanto tenho vivido esse período de espera, Deus tem me permitido viver experiências eufóricas de carência suprida, outros de total desilusão, alguns de calma, outros de desespero. Mas há algumas semanas tenho experimentando o verdadeiro "esperar em Deus".
Lendo a Palavra e me alimentando de informações, tive como exêmplo fortíssimo a rainha Ester que esteve alí no arém esperando ser escolhida pelo rei Assuero. Imagino que em alguns momentos ela entrasse em desespero porque era humana e a sua carne às vezes dizia a ela que ela poderia não ser escolhida.
Mas sua busca primeiro pela vontade do Senhor e segundo a sua auto-valorização a levaram a ser escolhida pelo rei.
Esperar em Deus verdadeiramente é confiar que o Senhor tem algo muito bom para nos dar, quando estamos em dia com a Palavra e estamos trabalhando para o Senhor, as coisas vem em tempo de qualidade e de maneira agradável.
A tensão da espera basea-se principalmente pela necessidade de dividir, de receber coisas que acrescentem, em receber atenção, carinho, calor. Deus conhece todas essas coisas, mas saiba reconhecer os processos de Deus durante esse momento em que o cara que Jesus preparou não chega.
Onde está o seu coração? Empregado em quais propósitos? Buscando ao Senhor para que as demais coisas sejam acrescentadas ou buscando as demais coisas para que o Senhor seja acrescentado?
Questione-se, examine-se.
Um homem de Deus quer uma mulher de Deus e você tem sido isso?
Claro que se você não estiver tãããão em Deus assim você vai arranjar alguém, mas com certeza ele também não vai estar tãããão em Deus.
Eu tenho vivido uma coisa que se chama "espera aberta e inteligente em Deus", ela funciona quando eu em primeiro lugar, trabalho para o Senhor e a Sua casa, quando eu me alimento da Palavra e busco nela conhecimento, quando eu mantenho minha vida aberta para receber alguém, e quando eu faço todas essas coisas, obtenho também sabedoria do Senhor para reconhecer se esse alguém está ou não no coração de Deus.
Lembre-se você que tem ministério que o Senhor escolheu alguém para acrescentar ao seu ministério. Não porque você é diferente ou melhor do que as outras moças, mas porque o propósito de Deus vai além do seu casamento em si, mas tem como maior objetivo a glorificação do nome dEle. Então mantenha-se na posição e aguarde, porque se você tem intimidade com Deus, Ele fará de uma forma diferente na sua vida.
Você que não tem ainda um ministério específico, se deixe aberta. Não se tranque dentro do quarto, conheça gente nova, faça novas turmas dentro da igreja, aproxíme-se das pessoas, não tenha medo, não seja tão exigente.
Não se esqueçam, não existe fórmula mágica para encontrar um namorado e futuro marido, Deus trata com cada um de uma maneira diferente de acordo com o sonho do coração dEle. A única receita que deixo a vocês, aliás, a rainha Ester deixa para vocês é que cuidem-se. Cuide do espírito e da aparência.
Tenho aprendido isso enquanto estou sozinha, tenho praticado e isso tem me confortado e me ensinado muito. Que vocês tenham esse prazer da espera inteligente junto comigo.

terça-feira, 10 de abril de 2012

Portadora do amor de Jesus

O meu coração ferve, Senhor! O meu coração falta pular do peito de desejo por Ti. O que eu devo fazer? Como eu posso fazer mais para a Tua obra?
Eu quero falar do Teu amor, eu quero falar da Tua Palavra, conhecer mais de Ti para passar para outros esse prazer de Te adorar.
Jesus, eu já falhei muito, mas eu tive uma experiência contigo, éramos só eu e Você e eu O conheci como nunca havia conhecido em toda a minha vida.
Lá estava eu, Senhor... Desvalorizada pelas minhas atitudes, me sentindo desprezada, me sentindo sozinha, perdida, eu estava me sentindo suja pelas minha ações, mas Tu, meu Amado, me tirou da iniquidade e me deu novamente a salvação.
Eu aprendi que não basta estar na igreja, não basta cear, não basta participar de um grupo de louvor, eu aprendi que eu necessito viver a verdade do Senhor. Eu aprendi que eu preciso orar, preciso jejuar, agir de acordo com as Escrituras, andar em retidão, em verdade. Eu aprendi, Senhor, que eu preciso ser mais que uma voz de peso no ministério de louvor, eu preciso ser a voz que proclama as suas maravilhas.
Eu quero ser a voz que vai e que leva esse Seu amor. Jesus, realmente, verdadeiramente não vivo mais eu, mas o Senhor vive em mim.
Quantas máscaras eu usei, o quanto menti para mim mesma fingindo ser fiel quando mais fui infiel, mas hoje eu falo da Sua verdade por vivê-la.
Obrigada, Jesus por ter me resgatado de mim e de ter frustrado os planos de satanás contra a minha vida. Sei que tenho na ponta da língua, nas cordas vocais e no fundo do coração a mensagem que salva, eu sei que vou dar muuuuito trabalho para o inferno quando eu falar do Seu amor. E eu também sei que o Senhor vai continuar frustrando o inimigo todos os dias, todas as horas e desviará todas as setas e dardos inflamados que ele manda para me parar.
Eu sou liberta pelo sangue do Cordeiro ressurreto! Eu sou portadora do amor de Jesus Cristo e testemunha da Sua salvação.
Obrigada, Senhor!

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

A justificação pela fé

Incrível como uma decisão silenciosa pode mudar toda a sua perspectiva de sentimentos. Quando você não procura mais projetar seus sonhos em alguém e começa a projetar seus sonhos em Deus, você nem imagina como vai ser. Dá um medinho, mas a reconstrução da fé vem nisso, depositar nossos sonhos e esperanças em Deus.
É difícil você deixar coisas que te fizeram bem, mas agora te fazem mal. É difícil entender a rejeição, complicado aplicar a nova tentativa de viver as coisas boas, mas Deus nos dá essa nova chance de ser mais do que alguém procurando aceitação. Deus nos dá a aceitação dEle e a transformação necessária pra que você seja agradável primeiramente a Ele, depois ser sim aceito e não só isso, mas como reconhecido como uma pessoa marcada pelo sangue de Jesus, esse sangue transformador.
Recomeçar do zero, apesar das dificuldades, apesar da carne, apesar de tantas coisas que nos podem afastar de Cristo, isso é tenso! Se livrar de velhos costumes, de velhos vícios, de velhas condutas, eu sei o quanto é difícil e tantas vezes nós dizemos a Deus que não vai ser possível.
Mas do Senhor é a Terra e a sua plenitude (Sl. 24), isso nos inclui e se nós somos dEle, o que seria impossível de ser modificado em nós?
A partir de Jesus Cristo, nos obtivemos a redenção, uma nova chance de mudar de reconstruir nossas veredas. Seu sangue nos desabilitou da morte eterna e nos colocou na graça, em lugares altos. O Senhor Deus utiliza de seu pátrio poder em nossas vidas quando damos espaço para que Ele o faça.
Recomendo a leitura do livro de Romanos, especialmente no capítulo 5, a partir do versículo 1 até o 11.
Somos justificados, remidos e agora considerados amigos do Senhor Jesus. Em mudança de espírito e redenção através da cruz.