Páginas

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

O único Jesus que o mundo vê é você.

Deus sonda o mais profundo do nosso coração, Ele melhor do que ninguém sabe o que sentimos e o que pensamos. O Senhor não suspeita mal da gente porque conhece nossas intensões, Ele não nos aponta e nem nos coloca contra a parede. O Senhor nos ama e demonstra seu amor. Nunca ouvi Deus gritar comigo, nem em ações houve alguma punição porque Ele é Criador do ser humano e sabe onde as feridas não podem ser tocadas, mas sabe o momento e o jeito certo de curar. Deus não nos afronta, nem abusa de nossa paciência, Ele nos prova porque sabe que podemos ser aprovados. Deus não muda, Deus tem um humor só, mesmo estando em furor ou com o coração alegre com as nossas atitudes, o Senhor se mantém imutável porque sabe que confiamos nEle e que esperamos que Ele haja com o amor que nos prometeu. Deus é firme, Ele é o Pai da sensatez, é um Deus equilibrado e gentil, mas não deixa de ser o nosso Deus quando nos surpreende para bem ou para mal. Ainda Ele permitindo que o mal nos ocorra, separa para nós sua misericórdia. Sabemos todas essas qualidades de Deus, mas não aprendemos com Ele. Conhecemos quem Jesus foi e é, mas não queremos imitá-Lo. O ser humano tem mania de achar que é impossível ser como Jesus, mas é mandamento dEle mesmo que sejamos Seus imitadores. Por que não somos doces com as pessoas? Por que julgamos as pessoas pela riqueza, pela pobreza, pelo bom ou mal caráter? Por que ainda falamos mau dos nossos irmãos sendo que a justiça não cabe a nós? Por que colocamos em cheque a integridade das pessoas e por que não aceitamos as opiniões que são diferentes das nossas? Jesus lidava e lida com todos os tipos de caráter e de personalidade dos mais diversos tipos de pessoas, Jesus entendia o lento, entendia o acelerado, entendia o calmo e entendia o nervoso. Mas o lento não quer aprender a ser como Jesus e nem o acelerado quer, nem o calmo quer e nem o nervoso quer. Por que ainda ignoramos as palavras de Cristo que ferem as nossas vontades e conceitos? Quando vamos entender que servir é muito mais do que o que estamos fazendo? Jesus disse: APRENDEI DE MIM QUE SOU MANSO E PURO DE CORAÇÃO. Mas ainda somos grossos, implacáveis, metidos, arrogantes, mentirosos, julgadores, maldosos, hipócritas, fingidos, mesquinhos. Ainda jogamos nossas benfeitorias na cara dos nossos irmãos, fazemos o bem esperando retorno, damos preferência a quem nos interessa, forçamos as pessoas a fazerem o que queremos. Ainda vemos maldade onde não tem porque nossa mente está cheia de promiscuidades, imaginamos que nosso irmão está pecando quando na verdade é a nossa imaginação imoral que vê pecado ou possibilidade de pecado onde não tem. Ainda estamos tão longe de sermos como Jesus. O pior de tudo é nos recusarmos a isso, colocarmos nossa carne como obstáculo. Se não fosse possível, não seria um mandamento de Cristo. Quando é que vamos aceitar mais a personalidade dos outros, ignorar alguns defeitos bobos ou se for difícil de mais, nos afastar daquele que nos faz mal somente para preservar a paz? Mas o ser humano gosta de brigar, gosta de cutucar o outro... Novamente somos como os gentios. Se você quiser viver o verdadeiro significado de ser CRISTÃO, imite o máximo que você puder as atitudes de Cristo, porque o mundo não vê Jesus andando nas calçadas nem anjos voando para lá e para cá, o mundo vê a nossa vida e as nossas atitudes com eles do mundo e entre nós mesmos servos de Deus. Sejamos doces, gente boa, gente amiga, sejamos risonhos, transparentes, comedidos, simples, generosos, não sejamos altivos daquele tipo de pode brincar com todo mundo, mas ninguém pode brincar conosco. Sejamos compreensivos, equilibrados, honrosos, gente querida e bem-vinda em todo lugar. Sejamos pacíficos, que saibamos esperar uns pelos outros, sejamos respeitosos, dignos, amáveis. Sejamos gente sem preconceito de raça e nem de status social. Que saibamos conversar de Deus com todos os tipos de pessoas sem agredir. Quando uma pessoa mais humilde entrar nas nossas igrejas, que saibamos acolhe-las e integra-las ao nosso meio. Que os jovens e adolescentes sejam uns amigos dos outros, que não haja acepção em nossos meio. Em nome de Jesus, sejamos imitadores de Cristo em primeiro lugar com os da nossa casa, depois com os das nossas igrejas e depois com os do mundo.

Nenhum comentário: