Páginas

sexta-feira, 28 de junho de 2013

A receita da fé.

"E Jesus lhes disse: Por causa de vossa pouca fé; porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível." Mt 17:20

Vamos ao contexto desse verso do livro de Mateus. Não quero ser muito teóloga, porque meu propósito é a indução à espiritualidade através do texto.
Jesus estava no monte com seus amigos (Pedro, Tiago e João - irmão de Jesus) quando foi transfigurado em glória, Elias e Moisés ali compareceram também em visão aos seus amigos. Pedro propôs a Jesus a construção de uns tabernáculos, um para Jesus, um para Moisés e um para Elias. Uma nuvem (Deus) apareceu dizendo que Jesus era o Cristo, e que Deus tinha prazer nEle. Os homens que com Ele lá estavam, se espantaram, morrendo de medo. Jesus pediu segredo.
Uma multidão ia se aproximando e um homem clamou por seu filho que estava perturbado e se jogava no fogo ou na água. Levaram ele aos discípulos, mas o menino não foi curado.
Jesus ficou bravo e disse que aquela geração não cria e era ruim. Perguntou a eles retoricamente até quando Ele sofreria com aquilo. Jesus mandou trazer o menino e o demônio que havia nele foi embora na mesma hora.
Os discípulos encucados, perguntaram a Jesus porque eles mesmos não conseguiram expulsar o mal do menino. Jesus disse que eles tinham POUCA FÉ. Com mansidão completou dizendo que se eles tivessem tido fé do tamanho de um grão de mostarda, diriam aos montes que mudassem de lugar e eles mudariam e nada lhes seria impossível.
No final do versículo Jesus disse que uma casta de demônios como aquela só poderia ser expulsa através de jejum e oração.

Vamos ao que interessa.
Nós somos seres tão medrosos, tão cheios de complexos, de achismos, de desconfianças e blá-blá-blás que por inúmeras vezes questionamos ao Senhor porque não conseguimos isso ou aquilo.
Alguns usam o termo "determinação" para pedir ou solicitar coisas de Deus, arrisco a argumentar que em certos momentos isso é até válido. A determinação de algo deve ser feita em nome do Senhor para o fim de exaltar a Ele mesmo.
No entanto, muitas vezes oramos com um pouquinho de desconfiança se Deus realmente vai fazer aquilo. Ai é que entra  a falta da fé.
Imagine um elogio como "você é realmente lindo". Isso possivelmente faria seu coração se deleitar em agradecimentos e você ficaria extremamente lisonjeado e feliz. Quando o seu coração, a sua boca e a sua mente professam a fé em Deus é como se Ele estivesse sendo elogiado profundamente, de uma forma que Ele não esquece e retribui.
Quando nos vemos em uma situação de fracasso, nosso primeiro ato é questionar a Deus o porquê da sua falta de ação ao nosso favor, mas esquecemos que nós mesmos não soubemos lutar. A fé é a maneira mais segura e rápida de solicitar o favor de Deus, é como voltar a atenção dEle de uma forma que Ele se levante e tome o leme da embarcação. E quando você pensa em se levantar, Ele diz: pode deixar comigo, filho.
A fé move a parte mais valente de Deus, motiva o amor e a misericórdia dEle.
Quantos milagres você ouve alguém falar que aconteceu com fulano ou ciclano e nunca aconteceu com ninguém perto de você ou com você mesmo? Vou te contar um segredo... a fé aparece quando nossos recursos vão por água a baixo e é a partir disso que aprendemos a usá-la.
A fé é depender tão intensamente de Deus que tudo o que te dão de receita para vencer parece bobo e ineficaz, a fé faz você entender que naquela instância só Deus tem poder para encerrar o caso.
Mas a fé só ter que vir pelo sofrimento e pelo fracasso? Não. A fé pode ser exercitada nos mínimos detalhes. Como a criança está no sítio em um dia ensolarado e vê nuvens vindo em sua direção, dobra os joelhos e pede ao Papai do Céu para que não deixe a chuva estragar o seu passeio e vê seu desejo simples concedido. O segredo dessa criança é a simples, pura e agradável fé. Não existe fé por meio de interesse egoísta, existe a fé por meio de uma crença sem limitações em um Deus que não vemos e amamos pelo que Ele é e por meio disso, sabemos que por sua infinita graça pode nos conceder o que precisamos.
Parece muito complexo, e é. Ter fé em Deus, poder ver os feitos dEle através das nossas mãos, viver grandes milagres vai além de qualquer tipo de "acreditar", a fé é uma visão ampla do sobrenatural, é a limpeza total da nossa cegueira humana, é olhar além dos horizontes do tátil, do visível e do audível.
No entanto, o início dessa fé é a fé do tamanho de um grão de mostarda, bem pequeno. A fé pequena já é um início para uma grande fé. Portanto, pratique. Com palavras de vida e autoridade sobre você mesmo, seu comportamento e caráter, sobre sua personalidade, comece o exercício da fé em cima dos seus traumas e complexos e depois aprenda a externá-la em nome de Jesus e sim, veremos verdadeiros, grandes e testemunháveis milagres nas nossas vidas.

Nenhum comentário: